Leia mais: http://www.mundodarkness.com/2010/07/codigos-bloquear-conteudo-no-blog.html#ixzz0xHGCB0DY
"Analisa bem quem é teu amigo, porque se o consideras como tal e ele não o for, pode muito bem ser o teu principal inimigo"

Anónimo
_____________________________________________

Num especial Guia turístico de Gaia, a ser publicado no jornal O Primeiro de Janeiro, no próximo domingo, dia 25 de Maio, vai ser publicado o seguinte artigo relativo à inauguração do Cais de Gaia.

Uma esplanada...sobre o Douro


Renascido dos escombros de uma zona excessivamente degradada, onde existia o então denominado Parque de Exposições, o Cais de Gaia promete abalar a escassa noite portuense, confinada a meia dúzia de bares na Ribeira e às discotecas da zona industrial.

Decorreu na passada sexta-feira, a inauguração do Cais de Gaia, que contou com a presença de inúmeros convidados, empresários e individualidades do país. “Em homenagem ao rio Douro, não posso deixar de agradecer a todos aqueles que ajudaram a erguer a âncora deste navio para que este empreendimento pudesse navegar e chegar a bom porto”. Foi com estas palavras que João Gomes de Oliveira, presidente da Douro Cais iniciou o seu discurso de inauguração.
Numa iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e da APDL, encontra-se agora renascida toda a zona ribeirinha de Gaia. Neste espaço, composto por três pavilhões, serão distribuídos vários negócios de restauração, bares e comércio, pretendendo-se que constituam, por si só, um motivo de atracção. Para além disso, um dos grandes objectivos da Douro Cais, tal como adiantou João Gomes de Oliveira é “trazer de novo as pessoas à Ribeira de Gaia”. Paralelamente às áreas comerciais, existirá ainda uma praça acústica, cuja dinamização dos eventos ficará a cargo da rádio Nova Era. Para além disso, será neste espaço que terá lugar o Festival Internacional de Gaia, um evento de carácter anual e que se desenrolará até ao próximo mês de Outubro. A par de todos estes eventos, o presidente da Douro Cais é de opinião que “estou certo que este novo empreendimento constituirá um forte aliado do desenvolvimento turístico da área metropolitana do Porto e valorizará a fixação de turistas neste belo cenário que é o Douro”, acrescentando que, “a partir de agora, terão a oportunidade de desfrutar do sabor e dos aromas da Ribeira de Gaia, confortavelmente instalados nesta soberba e enorme esplanada sobre o Douro”.
Uma outra característica desta «nova marginal de Gaia», é que passará a dispor de mais lugares de estacionamento, com capacidade para receber mais de mil automóveis. A esse respeito e, conhecendo as actuais dificuldades para se estacionar no centro histórico da cidade, Luís Filipe Menezes anunciou já a construção de novos parques de estacionamento. Enquanto isso, está já garantida a circulação de um shuttle entre Vila Nova de Gaia e o Cais, por forma a que as pessoas possam deixar os carros nos parques de estacionamento limítrofes ou em casa e, deslocarem-se a este novo espaço, sem se preocuparem com o estacionamento. De referir que, a utilização deste novo meio de transporte, durante este ano, é gratuita.
Sendo o porto de Leixões a maior infraestrutura portuária do Norte de Portugal e, uma das mais importantes do país, Ricardo da Fonseca, presidente do conselho de administração da APDL fez questão em afirmar que “este espaço fala por si e, em breve entrará na lista de casos de sucesso de reconversão de áreas portuárias”. Mas, como o Douro não é só as suas margens, houve também a necessidade de se regularizar o funcionamento da actividade marítimo-turística e que se desenvolvia de uma forma quase anárquica. A esse respeito, Ricardo da Fonseca afirma que “a APDL tem hoje essa actividade regulamentada no interesse da salvaguarda da qualidade do turismo local, como também dos agentes económicos que a dinamizaram”. Aliás, as imagens mais registadas pelos turistas que visitam Gaia são, indiscutivelmente, “as dos barcos rabelos, fundeados em frente às caves com as suas velas desfraldadas”. Ricardo da Fonseca salientou mesmo que, “essa, é uma panorâmica que preservaremos a qualquer custo”. Daí que “temos um projecto que passa, não só, por aumentar a actividade turística através de passeios ao longo do Douro, como também na perspectiva de facilitar a travessia entre as duas margens”, concluiu.

Seja o primeiro a comentar

On line

Visitantes

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Vieram cá parar...

Blog protegido anti-cópia

Protected by Copyscape plagiarism checker - duplicate content and unique article detection software.

Direitos de Autor

Estão proibidas quaisquer cópias e/ou utilização de texto e imagens sem prévia autorização do Autor. Para o contactar, utilize, por favor, o respectivo formulário, disponível neste sítio.
Ocorreu um erro neste dispositivo

Top Comentários

Pensamento

Ninguém é pobre, senão de Espírito...

  ©Template by Dicas Blogger. Modificada e adaptada por Joel Pinto

TOPO